Visualizador de Visitas

OBRIGADA

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Rifa On-line Participe

sábado, 9 de dezembro de 2017

Atividades de basquete divertidas

Um jogo de basquete de verdade precisa de uma quadra inteira, juízes e vários jogadores em cada time, mas existem várias atividades de basquete que apenas requerem uma bola, um garrafão e dois jogadores. Jogos como "Porco", "21" e "Ao redor do mundo" podem ajudar a criança a desenvolver habilidades de basquete e são ideais como jogos rápidos, dado que eles precisam de pouco equipamento e organização.

Porco

Porco é uma atividade de basquete que foca no arremesso da bola de diferentes partes da quadra. Para jogar, um jogador arremessa a bola de qualquer local da quadra e se ele acertar o arremesso, o jogador seguinte deve tentar converter o mesmo arremesso. Se o segundo jogador errar, ele pega a primeira letra da palavra "Porco". Assim o segundo jogador passa a ter a letra "P". Se o segundo jogador converter o arremesso, o terceiro deve tentar o tiro e assim por diante. Se qualquer jogador errar um arremesso, a pessoa seguinte deve fazer o arremesso de qualquer lugar da quadra. Após cada arremesso errado que o jogador anterior fizer, uma nova letra é dada para soletrar a palavra "Porco". Por exemplo, se o segundo jogador erra dois arremessos que o jogador anterior converteu, ele terá as letras "PO". Se um jogador errar cinco vezes, completando a palavra "Porco", ele será eliminado do jogo. A palavra "Cavalo" também pode ser usada para substituir "Porco" e aumentar o tempo de jogo.

21

O jogo 21 é uma atividade de basquete em grupo que foca em arremessos de lance livre, rebote e defesa. Para jogar 21, um jogador deve se posicionar na linha de lance livre e todos os outros jogadores ficam debaixo da cesta. O jogador da linha de lance livre faz o arremesso. Ele continua arremessando até que erre o arremesso ou acerte três vezes consecutivas para ganhar 1 ponto a cada lance livre convertido. Se ele acertar três arremessos seguidos, ele deve começar com a bola no centro da quadra e tentar marcar uma cesta enquanto os outros jogadores defendem. Se o arremessador errar um lance livre, os outros jogadores podem pegar o rebote e arremessar de qualquer posição da quadra enquanto os outros jogadores jogam como defensores. Qualquer jogador que fizer uma cesta ganha 2 pontos e então vai para a linha de lance livre e se torna o arremessador. O primeiro jogador a atingir 21 pontos ou mais ganha.

sábado, 11 de novembro de 2017

Av 2 - Letramento na Educação Bilíngue Para Surdos

1) Com relação a inclusão de surdos e sua integração social, leia as afirmativas abaixo e indique V para as verdadeiras e F para falsas.
(  ) Não há limitações cognitivas ou afetivas inerentes à surdez.
(  ) A integração social do surdo não está relacionada à aceitação da Língua de Sinais pela sociedade.
(  ) A integração social do surdo depende do aprendizado da língua oral do país.
(  ) A comunicação é fundamental para a integração do ser humano à sociedade.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de V e F indicada entre parênteses:

Alternativas:
  • a)
    F, V, V, F.
  • b)
    V, F, F, V.
    Alternativa assinalada
  • c)
    F, F, F, V.
  • d)
    V, V, V, F.
  • e)
    F, V, F, V.
2)
Pesquisas demonstram que a educação bilíngue é importante para o desenvolvimento integral da pessoa surda, isto se considerar além do seu aprendizado, as questões cognitivas, sociais e afetivas. Leia as afirmativas abaixo e responda:
I. Na educação bilíngue a língua portuguesa é privilegiada frente à Língua de Sinais.
II. Na educação bilíngue a Língua de Sinais é considerada como a primeira língua do surdo, enquanto que a língua majoritária do país é a segunda.
III. Um dos objetivos da educação bilíngue está relacionado ao desenvolvimento do surdo enquanto sujeito, participante da sociedade.
IV. A educação bilíngue pressupõe o aprendizado da língua majoritária do país em sua modalidade oral.
A alternativa que corresponde às afirmativas corretas é:

Alternativas:
  • a)
    I e II.
  • b)
    I, II e IV.
  • c)
    II e III.
    Alternativa assinalada
  • d)
    I, III e IV.
  • e)
    I e IV.
3)
Joana é fluente em LIBRAS e está aprendendo a língua portuguesa, em sua modalidade escrita. Por ser surda congênita, apresenta algumas dificuldades em escrita, principalmente em relação às questões gramaticais. A professora de português observou que embora conheça algumas regras do português, sua escrita ainda mantém algumas características de sua língua materna. Ou seja, a estrutura da frase ora apresenta características da LIBRAS, ora características gramaticais da língua portuguesa. Podemos afirmar que em relação ao aprendizado da segunda língua, Joana encontra-se no estágio:

Alternativas:
  • a)
    Transicional.
  • b)
    Interlíngua 3.
  • c)
    Interlíngua 2.
    Alternativa assinalada
  • d)
    Informacional.
  • e)
    Interlíngua 1.
4)
Os alunos surdos apresentam algumas dificuldades específicas em relação à aprendizagem da leitura e da escrita. Uma das dificuldades mais significativas está relacionada ao léxico, com palavras de difícil interpretação. Isso é ainda mais evidente com relação:

Alternativas:
  • a)
    Às palavras antônimas.
  • b)
    Aos palíndromos.
  • c)
    Às onomatopeias.
  • d)
    Às palavras ambíguas.
    Alternativa assinalada
  • e)
    Às palavras amórficas.
5)
As políticas públicas devem atuar de maneira a minimizar não apenas as barreiras arquitetônicas, mas também aquelas relacionadas às pessoas e ao preconceito, configurando grandes obstáculos à inclusão. Como é conhecido este tipo de barreira?

Alternativas:
  • a)
    Barreiras atitudinais.
    Alternativa assinalada
  • b)
    Barreiras lexicais.
  • c)
    Barreiras profissionais.
  • d)
    Barreiras comunicativas.
  • e)
    Barreiras organizacionais.

rdos

Av 1 - Letramento na Educação Bilíngue Para Surdos

1)
Esta língua é conhecida como a raiz de todas as outras línguas sinalizadas que foram disseminadas pelo planeta. Sua difusão se deu em decorrência da ida de professores surdos que trabalharam com o religioso Charles L"Epée (desenvolvedor da metodologia "Sinais Metódicos" – tradução para o português) a outros países, multiplicando essa metodologia. A que língua o texto se refere?

Alternativas:
  • a)
    Língua Francesa de Sinais.
    Alternativa assinalada
  • b)
    Língua Espanhola de Sinais.
  • c)
    Língua Americana de Sinais.
  • d)
    Língua Brasileira de Sinais.
  • e)
    Língua Portuguesa de Sinais.
2)
Os surdos necessitam de uma política educacional que atenda suas necessidades, portanto, necessitam de uma política linguística que norteie sua formação bilíngue. Assim, podemos afirmar que:
I.A proposta pedagógica para o surdo se restringe às adaptações curriculares.
II.As práticas pedagógicas devem conceber a LIBRAS apenas como um instrumento.
III.A LIBRAS não é apenas uma língua de instrução, mas sim de ensino e aprendizagem.
As afirmativas corretas são:

Alternativas:
  • a)
    I e III, apenas.
  • b)
    III, apenas.
    Alternativa assinalada
  • c)
    II, apenas.
  • d)
    I e II, apenas.
  • e)
    I, II e III.
3)
Leia e analise o trecho abaixo:
Segundo o decreto 5626/2005, a LIBRAS é uma _________________________ natural, relacionada aos costumes e ________________________ da comunidade surda brasileira que nasceu da _________________ de comunicação das pessoas surdas.
Quais palavras preenchem corretamente as lacunas acima?

Alternativas:
  • a)
    Abordagem; deveres; incapacidade.
  • b)
    Ciência; direitos; imposição.
  • c)
    Língua; cultura; necessidade.
    Alternativa assinalada
  • d)
    Linguagem; mitos; inaptidão.
  • e)
    Área de conhecimento; necessidades, imposição.
4)
Em relação ao processo de inclusão escolar, sabemos que este se apresenta de forma complexa, mas o respeito à diferença linguística não deve ser a única mudança dentro do espaço educacional. Dentro das políticas educacionais, deve também se considerar a história da educação do surdo e sua cultura. Assim, podemos afirmar que:

Alternativas:
  • a)
    Para além da língua, deve-se mudar a concepção que se tem sobre o surdo e a surdez.
    Alternativa assinalada
  • b)
    O mais importante é que o surdo aprenda a língua majoritária oral do país em que vive.
  • c)
    A presença do intérprete de LIBRAS garante a aprendizagem do aluno surdo.
  • d)
    O aluno surdo deve aprender em escolas especiais visto as dificuldades que apresenta.
  • e)
    A inclusão do surdo no ensino regular não deve ser parte das políticas educacionais.
5)
Para que a leitura ocorra, a criança passa por diferentes estágios de aprendizagem dentre eles o logográfico, o alfabético e o de pseudopalavras. Ana é uma criança que ao final do primeiro ciclo é capaz de ler fluentemente e compreender a leitura que realiza. Podemos afirmar que esta fluência foi possibilitada pela capacidade de:

Alternativas:
  • a)
    Decodificar palavras.
  • b)
    Codificar pseudo palavras.
  • c)
    Utilizar rota fonológica.
  • d)
    Utilizar desenho e cores.
  • e)
    Utilizar rota lexical.
    Alternativa assinalada