Visualizador de Visitas

OBRIGADA

segunda-feira, 20 de junho de 2016

Mensagem linda de cariño


sábado, 18 de junho de 2016

A FORMIGA E A CIGARRA


quinta-feira, 16 de junho de 2016

Diversas músicas - Velozes e Furiosos


Candidato aprovado em concurso tem direito de ser convocado?

Olá concurseiros!
Hoje vamos falar sobre uma dúvida muito comum: os aprovados nos concursos dentro do número de vagas previstas têm direito de tomar posse?
De acordo com Supremo Tribunal Federal, todo candidato aprovado em concurso dentro do número de vagas previsto no edital tem direito à nomeação dentro do prazo de validade do concurso.
Ainda acontece concursos preverem certo número de vagas e convocarem menos pessoas do que o previsto. Mas isso, segundo o STF, é ilegal.
Caso não seja convocado, para garantir o direito à posse, o candidato pode entrar com mandado de segurança de 120 antes até 120 dias depois de expirar a data do concurso. Depois disso, também é possível entrar com uma ação ordinária até 5 anos após o fim do prazo de validade.
Agora, para candidatos que foram aprovados fora do número de vagas, não há nenhuma garantia de posse. Ainda assim, se forem necessários mais servidores do que o estipulado e houver autorização, o órgão ou instituição que realizou o concurso pode optar por convocar mais aprovados, desde que dentro do prazo de validade do concurso.
No caso de concursos para a formação de cadastro de reserva, também não há garantias.
Mas atenção: se você fez um concurso para formação de cadastro de reserva e não foram abertas vagas, mas existem empregados terceirizados ocupando a vaga que deveria ser de um servidor público, você pode exigir o direito de ocupação dessa vaga.
E lembre-se: se você precisa de assessoria jurídica, mas não tem condições de pagar um advogado, pode procurar a Defensoria Pública da sua cidade. Ela presta assessoria gratuita para quem não pode custear os honorários advocatícios.

                                   

quarta-feira, 15 de junho de 2016

DIVERSIDADES RELIGIOSAS E DIREITOS HUMANOS


A religião no Brasil é muito diversificada e caracteriza-se pelo sincretismo. A Constituição prevê a liberdade de religião e a Igreja e o Estado estão oficialmente separados, sendo o Brasil um Estado laico. A legislação brasileira proíbe qualquer tipo de intolerância, sendo a prática religiosa geralmente livre no país. Segundo o Relatório Internacional de Liberdade Religiosa de 2005, elaborado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos, a "relação geralmente amigável entre religiões contribui para a liberdade religiosa" no Brasil. O Brasil é um país religiosamente diverso, com a tendência de mobilidade entre as religiões e o sincretismo religioso.
Budismo 

Diversidade Religiosa


A religião no Brasil é muito diversificada e caracteriza-se pelo sincretismo. A Constituição prevê a liberdade de religião e a Igreja e o Estado estão oficialmente separados, sendo o Brasil um Estado laico. A legislação brasileira proíbe qualquer tipo de intolerância, sendo a prática religiosa geralmente livre no país. Segundo o Relatório Internacional de Liberdade Religiosa de 2005, elaborado pelo Departamento de Estado dos Estados Unidos, a "relação geralmente amigável entre religiões contribui para a liberdade religiosa" no Brasil. O Brasil é um país religiosamente diverso, com a tendência de mobilidade entre as religiões e o sincretismo religioso.

Budismo


O budismo é provavelmente a maior de todas as religiões minoritárias do Brasil. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010 havia 243 966 budistas no Brasil4 - em 1991: 236.408 budistas, em 2000 214.873 budistas no país (- 9.1%)9 O número relativamente grande de seguidores é devido, principalmente, a grande comunidade japonesa brasileira. Cerca de um quinto da comunidade japonesa no Brasil é seguidora do budismo. Ramos budistas japonesas, como o Budismo de Nitiren (mais notavelmente a Soka Gakkai), Jodo Shinshu e Zen são os mais populares.

No entanto, nos últimos anos tradições chinesas e do sudeste asiático, como a Mahayana e Theravada, estão ganhando popularidade. O budismo foi introduzido no Brasil no início do século XX, por imigrantes japoneses, embora agora, 60% dos brasileiros japoneses sejam cristãos devido às atividades missionárias e casamento. No entanto, a cultura brasileira japonesa tem uma substancial influência budista.

Catolicismo

quinta-feira, 9 de junho de 2016

POR QUÊ NÃO SÃO DESCOBERTOS ESSES CRIMES???



Apelo de mães que perderam os seus filhos brutalmente em Petrolina no sertão pernambuco, e até o momento não são solucionados.
O que vem para tamanho discasos como esses? A exemplo da criança Beatriz, que foi brutalmente assassinada dentro de uma escola da cidade com 40 facadas e os criminosos a deixam a faca cravada na garotinha, sem explicações uma festa com várias pessoas e ninguém sabe, ninguém viu, e as câmaras de segurança não funcionam? Essa é a pergunta... "Quem será a próxima vítima? O meu filho, o seu ou de quem será"?



A PERGUNTA NAO QUER E NAO VAI CALAR!

A PERGUNTA PRECISA DE UMA RESPOSTA DA JUSTIÇA! 
O tempo vai passando e com ele a nossa dor vai aumentando, a visao da IMPUNIDADE nos atormenta a cada dia, nós AS MÃES AVILTADAS, estamos a espera de uma resposta séria da Justiça brasileira, nao podemos ficar a mercê de criminosos impunes, quem os acoberta? Quem esta por tras dessa farsa? Será que essas pessoas tem filhos? E se esses assassinatos fossem na casa dos que fazem a justiça, como ficaria? Aceitariam a impunidade de braços cruzados como se nada tivesse acontecido? Kd os homens e mulheres do DIREITO? Onde se esconde a tal BALANÇA DA JUSTIÇA? O que se esconde embaixo da toga? 
Nos MAES AVILTADAS,esperamos uma resposta aos ASSASSINATOS DOS NOSSOS FILHOS! 
Hoje são os nossos, quais serão os próximos? 
QUEM É QUE VAI PAGAR POR ISSO?
VAMOS, COMPARTILHE, COMENTE, NOS AJUDE!


quinta-feira, 2 de junho de 2016

Os 10 Benefícios da Banana para a saúde

Banana podem ser considerada a fruta mais consumida no mundo. A Banana faz parte da família das plantas herbáceas de floração. Embora doce e macio na natureza, a variedade de sabores são encontrados, dependendo da região de produção. As Bananas Cavendish, que são amarelo brilhante são os mais populares. O Sabor da Banana quando madura e excelente, porém as Bananas verdes também são bem usada nas cozinhas. em varias receitas,tais como em tortas, bolos e sorvetes são produzidos com a Banana. Mesmo as folhas, tronco e flor da bananeira são consumidos. Vamos dar uma olhada nos vários benefícios nutricionais da Banana para Saúde.

BENEFÍCIOS NUTRICIONAIS DA BANANA

Banana
Banana é conhecida por fornecer energia instantânea. Ele fornece 90 calorias por 100 gramas do seu consumo. É uma das principais fontes de hidratos de carbono e de açúcar. A Banana também é rico em fibras dietéticas e contém uma pequena quantidade de gordura e de proteína. Além das vitaminas e minerais, como a Vitamina A, Vitamina C, vitamina B, Ferro, Magnésio, Potássio, Manganês, Zinco e Fluoreto.

BENEFÍCIOS DA BANANA PARA SAÚDE

Vendedor que ganhou R$ 2 milhões na loteria, acabei em seis meses', diz

Jesus Silva da Fonseca, de 69 anos (Foto: John Pacheco/G1)Jesus Silva da Fonseca, de 69 anos, vende bilhetes todos os dias em Macapá (Foto: John Pacheco/G1)
Quem vê Jesus Silva da Fonseca, de 69 anos, vendendo bilhetes de loterias na frente de bancos e lojas de Macapá nem imagina que a sorte já sorriu para ele, e que o vendedor foi milionário por seis meses, segundo conta. O período foi em 1983, quando o ganhador de um bilhete de loteria gastou o equivalente hoje em dia a R$ 2 milhões.
O valor, à época conferido em cruzeiros, veio de um dos bilhetes que o próprio Jesus vendia nas ruas da capital. O sonho da casa própria, de investir em empresas ou aplicações financeiras, que enchem os olhos da maioria dos brasileiros, chegou tão perto, mas o ex-milionário conta que deixou escapar. O dinheiro fácil foi usado por ele em festas, viagens e com mulheres, e logo acabou.

Inscrição no Sisu do 2º semestre acaba nesta quinta-feira

O prazo para se inscrever na segunda edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2016 termina às 23h59 desta quinta-feira (2). São oferecidas 56.422 vagas em 65 instituições públicas de ensino superior.
As inscrições, gratuitas, podem ser feitas pelo site  http://sisu.mec.gov.br . 
Pelo site, no endereço http://sisu.mec.gov.br/cursos é possível realizar a busca pelas vagas, filtrando por município, instituição ou curso. Nesta edição, 33 cursos de medicina oferecerão vagas. A UFRJ é a instituição com o maior número de vagas: 100. A Universidade de São Paulo (USP), que no primeiro Sisu de 2016 fez sua estreia, não oferece vagas nesta segunda edição do ano.
O estudante pode se inscrever em até duas opções de vaga e, no ato, deve incluí-las em ordem de preferência. O resultado da única chamada será divulgado no dia 6 de junho de 2016 na página do Sisu e nas instituições de ensino superior.
O aprovado deverá realizar sua matrícula na instituição selecionado na chamada regular nos dias 10, 13 e 14 de junho de 2016. Há ainda a possibilidade de os participantes que não foram convocados para sua primeira opção participarem da lista de espera.
Entenda o Sisu
O Sisu (Sistema de Seleção Unificada) é o meio utilizado pelo Ministério da Educação (MEC) para selecionar novos estudantes de cursos de graduação de universidades federais e institutos tecnológicos de ensino superior. Há ainda instituições estaduais e municipais que aderem ao processo. O sistema usa as notas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) para determinar quais candidatos terão direito às vagas.
Quem pode participar?
Os estudantes que fizeram o Enem e que tenham obtido nota acima de zero na redação poderão se inscrever no Sisu. As duas edições do Sisu de um determinado ano sempre utilizam os dados do Enem do ano anterior. Por exemplo, nos Sisu de 2015, valem apenas as notas do Enem 2014.
Como funciona o Sisu?
O Sisu ocorre em duas edições em cada ano. O MEC determina um período de inscrições durante o qual o candidato pode:
- inscrever-se em até dois cursos ofertados pelas universidades participantes (primeira e segunda opção)
- alterar suas opções quantas vezes quiser durante o prazo de inscrições.
Ao final da etapa de inscrições, o Sisu convocará os candidatos que tiverem melhor classificação em cada curso, por modalidade de concorrência, conforme a nota do Enem.
Caso a nota do candidato permita convocação nas duas opções de vaga, ele será selecionado em sua primeira opção.
Como o Sisu calcula a nota de corte?
Durante o prazo de inscrições, o Sisu calcula a nota de corte para cada curso uma vez por dia. O cálculo toma como base o número de vagas disponíveis e o total dos candidatos inscritos naquele curso, por modalidade de concorrência. A nota de corte válida será aquela registrada no último dia de inscrições. Até esse fechamento, o candidato pode optar por mudar de cursos ou universidades.
Quais as modalidades de concorrência no Sisu?
O candidato pode escolher se concorre às vagas de "ampla concorrência", às vagas reservadas de acordo com a Lei de Cotas (Lei nº 12.711/2012) ou às vagas destinadas para as demais políticas afirmativas de cada instituição.
Qual o percentual da reserva de vagas para a Lei de Cotas?
Todas as universidades que participam do Sisu reservaram, pelo menos, 37,5% das vagas para estudantes que cursaram o ensino médio em escolas públicas. Até 2016, as instituições deverão atingir o percentual de 50% de vagas reservadas.
É preciso ter uma nota mínima no Enem para participar do Sisu?
Sim, por dois aspectos. Primeiro, será vetada a participação de candidatos que tenham zerado a redação. Em segundo lugar, o MEC esclarece que algumas instituições adotam notas mínimas para inscrição em determinados cursos. Nesses casos, o próprio sistema vai alertar o candidato durante o processo de inscrição.
Existe lista de espera no Sisu?
Os candidatos que não foram selecionados em nenhuma das suas opções de curso na chamada regular ou os candidatos que foram aprovados em sua segunda opção poderão participar da lista de espera. Estes estudantes deverão acessar o seu boletim, na página do Sisu, e manifestar interesse. Posteriormente, as universidades terão novo prazo para informar as vagas disponíveis em seus próprios sites.
A participação na lista de espera só poderá ser feita na primeira opção de vaga do candidato. A convocação dos candidatos nesta "segunda chamada" é realizada diretamente por cada uma das instituições de ensino superior participantes do Sisu. Por isso, o candidato deverá acompanhar junto à própria universidade o andamento da lista de espera.
Resultado e matrículas dos aprovados pelo Sisu
O resultado do Sisu poderá ser consultado no boletim do candidato, na página do Sisu, nas instituições participantes e no telefone 0800-616161. A matrícula deverá ser realizada diretamente na instituição em que o aluno foi selecionado.
Documentos necessários
Para se inscrever no Sisu, o candidato precisará apenas do número de inscrição e senha cadastrados no Enem. Em caso de aprovação, os estudantes devem ficar atentos à documentação exigida pela universidade para a matrícula. Esta informação estará disponível no sistema, no momento de sua inscrição.
Sisu e Prouni: qual diferença?
O Sisu é a sigla para Sistema de Seleção Unificada. Através dele, instituições públicas - sem cobrança de mensalidade - selecionam alunos tendo como critério a nota do candidato no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio).
O Enem também é usado em outras ações do MEC, como o Ciência sem Fronteiras, o Fies e o Programa Universidade para Todos (Prouni). O Prouni concede bolsas de estudos integrais ou parciais em universidades privadas. O foco são estudantes que saíram de escolas públicas e de baixa renda.